Como vender uma linguagem de programação ou framework novo?

Linguagens de Programação

Linguagens de Programação

Você já deve ter ouvido falar de muitas linguagens de programação e frameworks, porém algumas já passaram e você nem as aprendeu. No entanto, muitas outras ainda virão e falo isso com muita certeza pois novas tecnologias surgirão e nem todas as linguagens irão se adaptar, as que tem mais chances de se adaptar são as open source. Sendo que, até mesmo elas possuem um limite, não que a linguagem não irá funcionar, mas que não será tão boa quanto uma feita exatamente com aquele objetivo. Primeiro exemplo é o Assembly (linguagem de programação), é inviável fazer isso hoje dia, mais fácil usar uma linguagem interpretada, outro exemplo que vemos hoje é o PHP que não nasceu com orientação a objetos mas ele funciona atualmente com isso e não é tão bom quanto outras linguagens que já nasceram com esse foco.

Portanto, quero oferecer uma lista de coisas úteis para lhe ajudar a vender uma nova linguagem ou até mesmo um framework novo, isso é baseado em tudo que já li em vi na minha pouca experiência de vida então se você não concorda ou acha que esqueci de alguma coisa, comente sobre. Vejamos abaixo como podemos fazer isso:

Mostre que ele é importante para a web

Web - Internet

Web – Internet

O mundo é web, isso é um fato e não tem como mudar isso, então uma das coisas que sugiro é que mostre que essa linguagem ou framework é importante e/ou pode ser usado em beneficio da web, mesmo que seja um framework em C/C++ mostre que é possível fazer sites com ele de forma mais simples que em outros frameworks/linguagens. Você pode achar isso estranho, ainda mais se a linguagem ou framework tem aplicações cientificas, como existem muitas linguagens do gênero. Contudo, pense comigo, se as pessoas usarem para web, ela será provavelmente mais rápida que outras, por tentar otimizar ao máximo o processamento, e tendo mais pessoas usando a ferramenta, teremos uma comunidade maior para ajudar a melhorar a mesma.

Documentação

Documentação

Documentação

Eu, sinceramente, acredito que esse deve ser o item mais importante de todos, pois quase ninguém vai querer ler todo o código para aprender como funciona aquela linguagem ou framework. Claro que teremos exceções, porém serão eles que gostarão da filosofia e até ajudarão a melhorar o core e a documentação, então faça uma documentação para novos usuários. Não precisa ser completa no início e nem precisa se preocupar demais com o o extremo leigo, só faça e aos poucos vai melhorando.
Óbvio, que isso vale também para um código muito bem documentado. Pois ninguém quer dar suporte à uma ferramenta com código mal documentado, isso dificulta mais a adoção de novos usuários, mesmo que gostem muito da ideia e proposta do projeto. O que provavelmente irá acontecer é que irão criar outro projeto até mesmo baseado no seu e que se pensarem em tudo que falo nesse artigo seu projeto irá ficar na história.

Faça videos tutoriais ou palestras sobre o mesmo

Tutorials - Notebook - Videos

Tutorials – Notebook – Videos

Uma das coisas que nos faz conquistar facilmente um novo framework ou linguagem de programação é geralmente um tutorial, palestra ou podcast. E se pensarmos é realmente aquele video que nos mostrou no inicio que vai nos dar uma visão de como vai ser mais fácil se eu usar linguagem X ou Y ou framework XT ou ABC. Pensei bem, se tem um vídeo vai facilitar até mesmo para a comunidade em torno daquela ferramenta.

No entanto, lembre-se que é muito importante a internacionalização, se você está desenvolvendo na sua linguagem nativa, pensem em outros idiomas isso mostra a importância com uma comunidade maior. Eu mesmo já conheci muitos frameworks feitos em francês ou alemão que nunca mais foram comentados e que eram até legais, porém tinham um foco muito regional e para algo ficar mais popular precisa ser global e não faça tudo em inglês achando que será global e pronto, pois existem muitos assim e que acabam somente mostrando que não possuem valor pela própria cultura e não se preocupa em criar uma comunidade próxima.

Filosofia, Facilidade e Praticidade

Filosofia - Homem Pensador

Filosofia – Homem Pensador

Da maioria das coisas que se vende no mundo são idéias, algumas coisas compramos outras nem tanto. Podemos citar alguns exemplos como: “O PHP meu amigo é perfeito pra trabalhar com websites“; “Youtube é o melhor serviço de stream de vídeo do mundo“; “Apple não vende smartphone, eles vendem iPhone“; “Internet Explorer é uma droga, só faz travar e não segue padrões web“; “Minha mãe diz que sou muito bonito“. Como podem ver, algumas idéias até preferimos acreditar por serem algo que já fazemos todos os dias e outras simplesmente por gostarmos e concordamos.

Então pensei em tudo que pretende oferecer com a nova linguagem ou framework. Se questione se realmente é melhor que qualquer coisa que já tenha visto. Pensei se realmente irá trazer alguma facilidade para tais usuários e principalmente se será mais prático, pois ninguém quer mudar para outra linguagem ou framework e ter o dobro de trabalho para fazer algo ultra simples mesmo que nessa nova linguagem seja bem processado e ganhe alguns flops de processamento (eita fui longe), tente achar um meio termo para oferecer ambos.

Facebook - HipHop for PHP

Facebook – HipHop for PHP

Como um bom exemplo disso, podemos citar o HipHop PHP criado pelo facebook mostrou que a facilidade de programar em PHP é muito boa e até mais fácil de achar programadores PHP, porém PHP é interpretado e se fosse usado uma linguagem compilada se ganharia em processamento, o que seria muito bom, e dai o que eles pensaram?! Converter o código criado em PHP para C, olha que maravilha! O melhor de tudo é que nem precisamos saber programar em uma nova linguagem.

De forma simplificada, facilite a vida das pessoas e mostre que acredita em algo novo e melhor para o mundo com sua nova linguagem ou framework. Faça algo como a Mozilla fez, em nos mostrar uma web livre, onde não dependeríamos mais da Netscape ou do Internet Explorer, podemos criar algo maior e assim surgiram muitos navegadores baseados no Firefox e muitos usuários começaram a fazer parte da comunidade para ajudar a melhorar os produtos da Mozilla.

Pense fora da caixa

Fora da Caixa (Out of the box by Aseo)

Fora da Caixa (Out of the box by Aseo)

Uma dica muito importante quando se está criando algo novo é pensar fora da caixa. Não faça o que todos estão fazendo, senão vai somente ser mais um no meio da massa tentando fazer a mesma coisa. Dai vai ter um projeto com a mesma proposta que outros, no entanto, com o seu nome. Se não gosta de alguma coisa pequena de outro projeto parecido com o seu tente provar para a comunidade daquele projeto que o que você pensa é muito melhor e que realmente vai agregar valor. Daí ter uma mudança no nome te faz pensar se realmente você não pode ignorar isso e ajudar de alguma forma esse projeto.

Quando se pensa fora da caixa te ajuda e fazer coisas que quando iniciou o projeto nem havia pensando e isso sempre o manterá com o desejo de fazer algo novo e melhor pra o projeto. Um exemplo rápido disso é o criador do Ruby que está sempre pensando em melhorias numa linguagem que já considero muito boa. Sendo assim como o tempo ela pode vir ter grande parcela do mercado por ter pensando em algo que ninguém pensou antes.

Seja apaixonado pelo que esta criando

Ame o que faz

Ame o que faz

Essa dica é mega rápida e fácil. Se você está criando uma linguagem ou framework sobre determinado tema, seja apaixonado por esse tema. Por exemplo, se está criando uma linguagem que é otimizada para servidores linux 64 bits. Então use sistema linux 64bits, jogue, emule, desmonte, remonte, faça testes, aprenda tudo sobre e com certeza irá pensar em formas de criar alternativas muito melhores para o que já usa todo dia. “Pois a melhor ferramenta é aquela baseada na necessidade.
Se você quer criar sistemas de inteligencia artificial ou coisas do tipo, primeiro me chame pois gosto muito. Depois comece a aplicar essas coisas na sua vida. Tente programar pensando nisso, tente vender produtos ou serviços que ofereçam isso. Aplicar isso no seu trabalho irá te motivar ainda mais pois vivemos trabalho, e que lugar melhor para praticar o que já gostamos?!

Vender, Vender, Vender!

Como vender?

Como vender?

Essa é simples. DIVULGUE! Mas divulgue muito mesmo. Fale sobre sua nova ferramenta, em forums, blogs, sites, social media e todo lugar que puder falar sobre e que possam ter pessoas que queiram usar sua ferramenta. As pessoas não sabem o que precisam até que se mostre algo bom pra elas.
Após as pessoas começarem a ver a documentação, a filosofia, a praticidade, e vários outros itens irão ver como vale a pena usar seu projeto. Nem preciso falar que vai precisar ter um site, blog, forum, videos, e afins para se criar uma comunidade em torno do projeto. Você não precisa nem ao menos pagar por nada, hoje em dia se pode fazer tudo isso usando ferramentas gratuitas assim como muitos projetos fazem.
Então promova seu projeto, o mundo pode estar à um passo de evoluir e você pode ajudar nesse processo.

Conclusão

Você pode muito bem criar algo que vai ajudar muito ou pouco o mundo, portanto, você deve ao menos tentar. Comece se questionando como pode ajudar com seu projeto e aos poucos vá fazendo e divulgando. Pode receber algumas críticas, se questione sobre as críticas e continue se sentir que está no caminho certo.  Como pode ver não é difícil ter um projeto novo que pode revolucionar a forma como trabalhamos e/ou nos divertimos hoje, somente é preciso muito trabalho e dedicação.

Vai adiante e não desista.

Abraços.

, , , , , , , ,

Comments are closed.